Floresta das Árvores Gigantes

askafroa para jopa

Acho que começar meus textos falando que preciso postar mais por aqui já está quase virando o meu “olá”, então vou abandonar o hábito, hahaha.

Tenho trabalhado em Askafroa.

Não tanto quanto eu queria ter trabalhado, mas bem, está indo, haha.

Essa imagem ai em cima é a primeira página, a unica escaneada até o momento.

Gostei bastante do resultado. Inicialmente, ela iria ser colorida. Anunciei ela como uma página colorida quando a postei na página oficial da webcomic no Facebook, e comecei a colori-la.

Mas após um longo periodo de tentativas frustrantes de colorir o primeiro quadro, esse maior  ai, com a Floresta das Árvores Gigantes, percebi que ele estava perdendo com a colorização. Não foi por tentativa de paleta de cores, juro,  tentei umas trocentas.

Claro que se um colorista maldito, um desses que deve ter um pacto com alguma entidade de tão foda, como o Dave Stewart, pegasse a página… Ai ele provavelmente ia fazer algo bom.

Mas minha colorização ainda não é competente o suficiente, e o preto estava perdendo seu valor com as cores e técnicas que tentei usar.

A gente tem que saber a hora de dar pra trás : )

Tudo bem, só as primeiras páginas seriam coloridas – inspirado no padrão dos mangás populares -, e como senti que ficaram mais bonitas em preto e branco, acho que tanto eu quanto o leitor saímos ganhando.

No mais, tenho modificado algumas sequências da hq, já rejeitei duas páginas, acrescentei mais duas que achei que seriam boas pra balancear o ritmo, modifiquei a espécie de alguns personagens ( espécie mesmo, do tipo trocar ‘humano’pra ‘troll’, hahah ).

Tenho lido muito também.

Sempre fui um leitor assíduo, mas de tempos em tempos encontro livros que despertam um monstro devorador de literatura interior, e me fazem ler o triplo de livros e com o triplo da empolgação.

O livro acordador de feras da vez foi Pergunte ao Pó, de John Fante. Se tornou um dos meus favoritos logo no começo da leitura, que dirá no termino.

Depois disso, já devorei Bukowskis, Chabons, iniciei um Dostoiévski, adquiri um box do Gaiman a preço excelente ( 4 livros pelo preço de um!  ) e já iniciei a leitura de Lugar Nenhum, que estou adorando.

O Gaiman é um puta exemplo em uma área que eu estudo muito, a da criação de universos. Ele desenvolve, povoa e detalha os universos que ele cria muito, muito bem.

Vergonhosamente, eu nunca tinha lido um romance de longo fôlego só dele, em livro mesmo. Tirando o atraso : )

Estou lendo também Necrópolis, do Douglas MCT, autor nacional com quem estarei trabalhando na graphic novel GIGANTOCHE, e está excelente. Mas isso – tanto Necrópolis quanto Gigantoche – é assunto de um post que farei mais pra frente, então não vou me aprofundar no tópico, hehehe

Bueno, é isso.

Vou ver se posto mais por aqui, não necessariamente apenas sobre meu trabalho.

 

Abracitos,

Pedro C.

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “Floresta das Árvores Gigantes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s